O que tem na mochila do Alexandre Yamada.

O que tem na sua mochila, Alexandre Yamada?

Por
16/11/16, 9h51 3 min 21 comentários

Foto do Alexandre Yamada.

Executivo com mais de 18 anos de experiência nas áreas de Estratégia, CRM e Inteligência Competitiva, atuou em posições estratégias em grandes empresas como PwC e Itaú-Unibanco. Graduado em Administração pela PUC-SP, tem MBA em Gestão Atuarial e Financeira pela USP, além de especializações em Produto e Inteligência de Mercado (ambas na FGV), Estratégias em Marketing pela Universidade de Chicago e pós-graduação em Liderança pela FIA/USP. Hoje, é head de CRM & Business Intelligence do Grupo Netshoes. Na fotografia, Alexandre Yamada começou em 2009 com uma câmera comprada de um amigo que ia se casar e precisava de recursos. Tem formação em renomadas instituições brasileiras (SENAC, MAM e IIF – Instituto Internacional da Fotografia) e no exterior (University de Artes de Londres). Atualmente, fotografa casamentos e editoriais de moda, além de ser o fotógrafo oficial dos eventos da empresa.

  1. Mosquetão. Do lado de fora, pode ser “clipado” facilmente em outros pertences ou objetos.
  2. Mochila The North Face. Modelo antigo, já consertei umas duas vezes, mas é funcional. Uso no dia a dia, carregando os meus equipamentos do trabalho, quando faço esportes ou viajo. Em viagens curtas, eu nem levo outra mala!
  3. Câmera Leica D-Lux 5. A marca é de 1914 e foi utilizada durante as Guerras Mundiais. Foi eternizada pelo ícone francês Henri Cartier-Bresson como uma câmera de “street photography”. Este modelo é prático, leve e possui regulagens manuais.
  4. Carteira. Esta foi presente, mais tradicional e com tempo de uso limitado — no futuro, teremos apenas carteira digital!
  5. MacBook Pro (17 polegadas). Não é dos menores, mas é confortável para trabalhar. Além disso, para quem “também” gosta de editar fotos e vídeos, é excelente.
  6. Mouse. Ainda acho mais prático.
  7. Carregador portátil. Muito útil, principalmente para situações de emergência e o melhor de tudo: portátil! Evita um dos três medos da modernidade: falta de bateria. Ah, os dois outros medos são falta de Wi-Fi e falta de sinal de telefone.
  8. Canetas. Não ligo para marcas, sempre uso as que eu ganho. Estas são de parceiros e fornecedores.
  9. Calculadora financeira 12C. Como um bom administrador, ainda carrego a boa e velha 12C (eu tenho desde a faculdade, ou seja, remotos anos 90).
  10. Chaves.
  11. Pen drive. Tem sempre alguém perguntando: tem um pen drive?
  12. Dois iPhone (6s e 6). Um pessoal e um do trabalho. Fora isso, dispensam legendas ;)
  13. Um tradicional Moleskine para anotações. Na correria do dia a dia, sempre acabamos esquecendo de algo. Ando com ele para anotar tudo que não posso, ou pelo menos não deveria, esquecer.
  14. Fones de ouvido EarPods. Para momentos de Spotify ou conference call.
  15. Bolsa cinza com fontes, adaptadores e carregadores. Kit salva-vidas.
O que tem na mochila do Alexandre Yamada.
Clique para ampliar.

Nota do editor: “Na mochila” é uma seção semanal do Manual do Usuário que apresenta o interior das bolsas e mochilas de leitores, colegas e amigos. Veja as outras mochilas já publicadas e mande a sua.

  • Douglas Ullmann

    Que currículo, hein!

  • Eric Pedroza

    Asiático, sendo asiático… “FODA”

  • Bruno Sanzio

    Fiquei mais impressionado com o currículo HAHAHAH. Vamos estudar galera!

  • Bruno Sanzio

    Fiquei mais impressionado com o currículo HAHAHAH. Vamos estudar galera!

  • Bruno Sanzio

    Fiquei mais impressionado com o currículo HAHAHAH. Vamos estudar galera!

    • Dio

      O pior é imaginar que provavelmente vou viver uma vida inteira e nem vou chegar perto desse currículo.

  • Luciano Lima

    Não é por nada, não, mas tirar foto de chaves e publicar na internet é um grande erro! É possível fazer uma cópia perfeita dela e abrir o cadeado alvo tranquilamente 😓

    • Theo Queiroz

      Calma aí, cara! Mal dá pra ver quantas chaves tem ali direito, que dirá copiar perfeitamente uma…

      • Luciano Lima

        Dá, sim. Ele usa chaves de cadeados estrelas e devem ser da casa dele. Do molho, dá para tirar moldes de 75% de, pelo menos, duas chaves.

    • Henrique Barros

      Sério mesmo? Dá pra copiar chaves a partir de uma foto? 🤔

      • Luciano Lima

        Sim. E nem precisa de impressora 3D.

  • João Paulo Bernardes

    Essa Leica +_+

  • Paul Nunes

    Deu uma dor no pulso só de ver esse mouse horrendo da Apple,raro é alguém que goste de usar isso. Hahah

    • Paulo Pilotti Duarte

      Eu gosto do Magic Mouse =D

      • Estou bastante inclinado a adquirir um mouse ou Magic Trackpad para melhorar minha postura no uso do computador. E em dúvida — sinto que o trackpad do MacBook, por melhor que seja, machuca bastante o dorso da minha mão. Estava cogitando o Magic Mouse; agora, fiquei na dúvida. Podem detalhar por que ele é bom/ruim?

        • Entrando de gaiato: quando eu uso o Magic Trackpad, meu punho dói bem menos em comparação ao mouse.

        • Paulo Pilotti Duarte

          Ao contrário do @google-c1e8c4d9f770b920ebf66bcdfb1f7dec:disqus meu punho dói mais quando eu uso o Magic Trackpad. O Trackpad também tende a me dar uma dor no ombro direito.

          Eu gosto do Magic Mouse porque ele é bem responsivo e, no macOS, ele tem diversas funções – que o trackpad também tem – e o scroll dele é melhor – mais suave – em relação as rodinhas dos mouses normais. O perfil baixo dele, pra mim, se encaixa melhor na mão (ela fica mais próxima da mesa e mais espalmada e relaxada) evitando que eu tenho que elevar o pulso um pouco pra usar, ao contrário dos outros mouses, por exemplo.

          Como eu uso o modelo antigo (tanto do teclado como do trackpad, também), tenho um contra bem chato que é o uso de pilhas. Acho que um par de alcalinas dura 1 mês, mais ou menos. Trackpad e teclado duram bem mais. Talvez isso tenha sido arrumado nos modelos novos.

        • Vendi meu Magic Mouse mês passado depois de um ano e meio usando sem gostar. Resgatei um Logitech M90 que andava esquecido e, por incrível que pareça, na minha opinião dá de mil no da Apple. Sim, a rolagem suave do Magic Mouse é incomparável, mas ele nunca, nunca encaixou direito na minha mão e vivia me induzindo ao erro no Illustrator e no Photoshop. Também me fazia voltar na navegação quando eu tentava simplesmente rolar a tela do browser pra baixo e, do jeito que eu considerava confortável usar, meu dedo indicador sempre tocava na área que mouse interpretava como sendo clique com o botão direito. Se tentasse me policiar pra botar na posição certa, ficava desconfortável. De longe o pior produto Apple com o qual tive contato, mas provavelmente por culpa minha, da minha mão, sei lá.

  • Frederico

    Eu que gosto de usar carteira e celular no bolso da calça ficaria sem saber o que fazer com dois celulares.

  • Wellington Albertini

    Gostei da ideia do mosquetão na mochila. ;)

  • Alexandre Yamada

    Oi pessoal, obrigado por todos os comentários e incentivos! Gostei muito de contribuir com o site…além disso, ganhei dicas preciosas de preciosas de segurança!
    Parabéns Ghedin e equipe!
    Super cool!