Imagem indicativa de que os vídeos no Facebook agora têm som por padrão.

Os vídeos do Facebook agora têm som ativado por padrão

Por
15/2/17, 10h40 4 min 28 comentários

Uma das grandes falácias contemporâneas é a que diz que redes sociais, apps e outros tipos de software que dependem da nossa atenção são “ferramentas”. Que podemos, por pura força de vontade, usá-las como bem entendermos. Não podemos. A última novidade do Facebook expõe com uma clareza rara essa ilusão de controle.

A rede social anunciou que, agora, os vídeos publicados na plataforma terão o som ativado por padrão. Era o contrário. Até ontem, quando se rolava o feed de notícias e algum vídeo aparecia, ele começava a rodar automaticamente, porém sem som. Para ouvi-lo, o usuário precisava tocar no vídeo.

Poucos se davam a esse trabalho, mas não por negar os vídeos, apenas porque achavam bom o suficiente consumi-los sem áudio. Uma análise independente do Digiday com algumas páginas grandes do Facebook constatou que, em média, 85% das execuções de vídeos na plataforma eram emudecidas. Os produtores de conteúdo audiovisual perceberam a tendência e passaram a adaptar seus vídeos para um universo sem barulho, colocando letreiros e outros substitutos visuais do som. Funcionou.

Se tudo parecia correr bem, com o Facebook ganhando seus bilhões de visualizações, as páginas alcançando mais gente com o peso artificial que o Facebook concede aos vídeos e as pessoas vendo o mesmo tipo de conteúdo raso a que já estavam acostumadas no YouTube e no WhatsApp, por que mudar?

Uma boa suspeita que se revelou no último domingo (12/2), dia do Grammy, quando a indústria da música se reuniu em Los Angeles para escolher os melhores do ano e, nos bastidores, fazer negócios. Entre os executivos de empresas de tecnologia habituais do meio — Apple, Google, Pandora, Spotify — estavam alguns do… Facebook.

De acordo com a reportagem da Bloomberg, eles estavam lá para avançar as negociações com as gravadoras. O interesse do Facebook por vídeo justifica esse colateral, pela música. Clipes são uma força enorme no YouTube — os vídeos mais vistos lá são musicais e muita gente faz do YouTube o seu player de streaming. O Facebook estaria, pois, tentando um ataque duplo: fortalecer a sua oferta de vídeos, que é bastante carente de produções mais elaboradas, e bater forte em um dos pilares do seu maior rival, o Google.

Por melhor que seja a produção de um clipe, ele não faz muito sentido sem música. É um dos raros casos restantes na nossa sociedade extremamente imagética em que o som se sobrepõe ao vídeo, em as posições de principal e acessório se invertem. Além de todas as ressalvas das gravadoras com o Facebook (e, se elas estão prestando atenção ao suplício da imprensa e aos próprios perrengues que tiveram na transição para o digital, devem ter muitas), garantir que seus vídeos musicais sejam ouvidos em mais do que 15% das sessões seria uma exigência compreensível. Se for o caso, o Facebook se antecipa ativando por padrão o áudio dos vídeos de sua plataforma.

Claro, isso é especulação minha. A mudança pode ter outra motivação. Mas as peças se encaixam bem demais. Se não por isso, por quê? E por que agora? No anúncio da novidade, a gerente de produtos Dana Sittler e o gerente de engenharia Alex Li, ambos do Facebook, escreveram:

Depois de testar o som ativo no Feed de Notícias e receber um feedback positivo, estamos trazendo aos poucos este recurso para mais pessoas.

Queria saber de quem veio esse “feedback positivo”. Será que dos usuários?

Em tempo: com o smartphone no modo silencioso, os vídeos ficam sem som. Você também pode reverter a mudança alterando uma configuração no seu dispositivo. Esta página ensina como fazer.

  • thiagones80

    Breve, no facebook: Video curioso e silencioso que parece que vai acontecer alguma coisa, sendo interrompido abruptamente com o som daquela mulher berrando ao realizar ato sexual.

    • Andre Guilhon

      Lazarenta!

    • Douglas Ullmann

      Ou com “ó o gás”

  • Juan Lourenço

    Ah, que ótimo né, você tá numa fila de banco, espera de dentista, sei lá, vai rolar o feed e um vídeo começa a tocar som do nada ¬¬

    A resposta positiva com certeza foi das gravadoras haha. Para nós o melhor é desativar a opção mesmo.

    • Gertrudes, a Lhama

      O melhor, mas melhor mesmo, é não usar.

      Tem coisas boas lá, eu sei que tem. Fiquei um mês com anúncio de um PS4 no Mercado Livre sem sucesso, só joguei o link num grupo de classificados e vendi em meia hora. É ótimo pra procurar páginas de empresas também, que hoje em dia abdicam de botar informações no site pra botar na página(eu diria que isso é ruim pra web no geral, mas torna o Facebook importante pra algumas coisas).

      Mas há duas semanas desativei o meu, e mesmo que eu não usasse antes, me sinto mais “livre”. Não tem notificação chata, e nem estranhos querendo fuçar na minha vida.

  • Jairon C M

    Mais alguém se incomoda com a maneira que o Facebook quer alcançar a dominação mundial? Sério, é irritante!
    Eu não me importo com o Google ou a Apple tentando fazer a mesma coisa – e eu sei que eles também querem. A questão é que não preciso usar todos os serviços do Google e Apple de uma vez, com configurações impostas por eles, ao contrário do Facebook, onde vídeo tem que ser do jeito deles, anúncios também, mensagens só pelo Messenger.
    Um novo dia, um novo motivo pra odiar o Facebook… e todas as pessoas que insistem em ficar presas ali…

  • Diogo Nóbrega

    Estranho. Aqui no meu app, o som dos vídeos já era ativado por padrão, desde que eu me lembre…

  • Você quieto, no cando da sala zapeando a timeline… Volume médio/alto… OLHA O GÁS!

    Saudades do Facebook moleque, de joelho ralado… Está cada vez mais complicado justificar a permanência por lá. No meu caso a permanência é pela minha mãe que vez ou outra dá uma olhada para ver como estão os parentes de longe.

  • Sou indiferente…Meu cel fica sempre no silencioso mesmo..

    • Reinaldo Santos

      Estamos juntos nessa, meu smartphone fica no silencioso por padrão e não tem app do Facebook instalado.

  • Isso estava funcionando pra mim, e era um saco. As vezes esquecia de colocar no silencioso, e de nada começava um som… Nunca tinha me dado ao trabalho de buscar nas configurações como reverter isso, mas é muito tranquilo. Valeu pela dica!

  • Frederico

    Opa, voltamos para 1990 e bolinha

  • Ligeiro

    Por essas e outras que uso o Facebook no navegador e não como aplicativo :p

  • Fábio Nogueira

    Não acho que fique por muito tempo. Antes no instagram era assim e a maioria reclamava, logo tiraram.

  • Mariana Missio Rocha

    pior coisa vc estar só enrolando em algum lugar (numa fila, no banheiro) e o celular vir com um audio do nada. é tipo aqueles sites que insistem em ter uma música de fundo cujo botão pra parar vc nunca acha. (isso foi resolvido com o navegador que diz em de que aba vem o audio e vc manda parar tudo, mas ainda é muito chato).
    ainda bem que eu prefiro passar meu tempo com outras coisas no celular. mais um motivo pra não ver o facebook. sei que vou esquecer de configurar e um dia tomar um susto e ficar irritada qdo for olhar lá.

  • Roderico

    Extremamente invasivo, acredito que a rejeição será alta.

  • Raphael Pinheiro

    É mais um fator que coloca o Facebook lado a lado com o UOL: ambos tem players horrorosos, cujo streaming costuma engasgar mesmo com boa conexão e entram com som ativo. Prevejo alta rejeição e espero que voltem atrás. Ou melhor, não espero não… ô rede social do capeta.

  • Andre Guilhon

    Sei que alguns aqui também não tem facebook, então quero saber o que acham:
    De uns tempos para cá, mesmo as páginas públicas (normalmente de empresas infelizes que direcionam o possível cliente para o facebook) estão cada vez mais difíceis de serem visualizadas. Aparece um Banner gigante, impossível de fechar (apenas reduzir o tamanho), dizendo para você fazer login, ou se cadastrar. Fotos, impossível de ver. Me sinto bem prejudicado na escolha de um restaurante, por exemplo, quando quero ver como ele é, seus pratos, ambiente, etc e não posso!
    Estou a ponto de criar um “fake” para esses casos. Hoje eu simplesmente descarto os locais que tem essa “política”.
    Há também os casos de redes wi-fi “”””””abertas”””””” que precisam de login no facebook! E só e possível com login no “feice”, não há alternativas. Essas não me incomodam muito, já que tendem a não funcionar direito e prefiro meu 4G! Mas me incomoda.
    E vocês? O que acham?

    • Ed

      Também notei essas dificuldades.

      No caso das páginas públicas que não consigo visualizar nada, eu tento ver se tem algo no FourSquare, ou no Google Maps, às vezes até mesmo no Trip Advisor. Se não acho nada nessas fontes alternativas, eu apenas desisto do lugar.

      Já as redes wifi eu ignoro mesmo, porque quase sempre o 4G é melhor.

    • Ligeiro

      Uso AdBlock e Ghostery. Dependendo do site (incluíndo os de “pirataria” – assisto ou leio coisas japonesas que o pessoal traduz no Brasil), entendo que eles vão fazer de tudo para travar o usuário. E não sem razão – não tenho moral para reclamar do pirateiro que força uma propaganda. Dois “errados” não fazem um certo :p

      Sites de notícias que faço isso depende da relevância. Na verdade nem leio muito matérias “profundas” e entendo que o melhor é pagar para ler bons textos (hipocrisia minha – não faço doações para o Ghedin :p ).

      Enfim, faço um filtro baseado no conteúdo que acompanho. Nisso evito este tipo de situação.

      Wi-Fi aberto evito também. Prefiro usar um 3G pré pago :p

    • ochateador

      Simplesmente mando a empresa a merda e ignoro ela.
      Me obrigar a usar essa bosta (que muitos chamam de rede social) é a mesma coisa que não falar comigo.

    • ochateador

      Simplesmente mando a empresa a merda e ignoro ela.
      Me obrigar a usar essa bosta (que muitos chamam de rede social) é a mesma coisa que não falar comigo.

  • Douglas Ullmann

    Eu comecei a me preocupar com isso, aí lembrei que fiz a melhor coisa que poderia ter feito pela minha saúde mental: apagar meu perfil no Facebook.

  • ffcalan

    Na minha opinião, o Facebook é o pior lugar para se ver um vídeo e para divulgar um vídeo (salvo caso for publicidade paga), motivo, a “organização” feita para mostrar é confusa e sem nexo algum. E o player é uma bosta.
    Sem contar que a maioria desabilita a reprodução automática, pois acaba com a sua 3G em poucos minutos.

  • Tiago Celestino

    Não deram nem a opção para os usuários cancelarem isso?

  • Tiago Celestino

    Não deram nem a opção para os usuários cancelarem isso?

  • jairo

    Não posso opinar , não tenho Facebook

  • jairo

    Não posso opinar , não tenho Facebook